Tomografia computadorizada: tudo sobre o exame TC

tomografia

A tomografia computadorizada é um exame de imagem não invasivo. É a junção do equipamento do Raio-X com computadores programados capazes de produzir imagens de altíssima qualidade dos órgãos internos.

Por combinar a imagem de múltiplos raio-x, esse exame oferece um estudo muito mais detalhado do que uma radiografia comum. É utilizado para o estudo de diversas partes do corpo e pode diagnosticar diversos tumores.
 

Para que serve a tomografia?

Esse exame tem a finalidade de explorar através de imagens de alta resolução várias partes do corpo: ossos, cérebro, rins, fígado, pâncreas, pulmões, ovários, vias biliares e pleura.

O exame de tomografia é muito útil no diagnóstico de doenças, como: acidentes vasculares cerebrais (AVC), embolia pulmonar, pneumonia, aneurismas, edema cerebral, derrame pleural, fraturas, hemorragias e entre outros. Devido ao grande poder de detalhamento, são capazes de detectar nódulos ainda pequenos que, mais tarde, podem se tornar tumores.
 


Tipos de tomografia

A tomografia pode explorar muitas partes do corpo e é capaz de realizar diagnósticos de várias doenças e alterações em setores do organismo, sendo a maneira mais eficaz e detalhada para isso.
 

Tomografia com contraste

Com o uso do contraste, as imagens obtidas pela tomografia ficam ainda mais nítidas. O composto pode ser ingerido tanto por via oral quanto por via intravenosa. Os tecidos absorvem esse contraste e isso facilita observar problemas em regiões vascularizadas (por exemplo, um tumor), além de alterações no crânio, coluna, abdome e articulações.

O contraste é a base de iodo e caso o paciente tenha sensibilidade ou alergia a iodo ou mariscos do mar, deve informar ao médico e preencher corretamente o questionário que será entregue antes da realização do exame, para que não haja complicações ao aplicar o produto.
 

Tomografia do tórax

É um tipo de tomografia que auxilia no diagnóstico de doenças pulmonares e da caixa torácica, região onde fica também o coração. Por isso, também é possível observar anormalidades e doenças cardiovasculares. 

Dentre as doenças, podem ser diagnosticadas por meio dessa tomografia:

  • Pneumonia;
  • Embolia Pulmonar;
  • Asma;
  • Tuberculose;
  • Tumores benignos e malignos;
  • Aneurisma;
  • Hipertensão Pulmonar;
  • Tumores mediastinais (que ocorrem na região do mediastino).
     

Tomografia da coluna

A tomografia da coluna tem a finalidade de examinar ossos, articulações e tecidos moles da coluna lombar. Com o exame, é possível identificar a presença de tumores, ferimentos, infecções, hérnia e outras complicações.

É necessário que o paciente relate na clínica que irá realizar o exame se possui alguma doença renal. 
 

Tomografia de crânio

Essa tomografia tem como objetivo analisar a região do cérebro e caixa craniana. Pode diagnosticar doenças vasculares, como: Acidente Vascular Cerebral (AVC), Traumatismo Craneano Encefálico (TCE), tumores, hidrocefalia, fratura e malformações.

 

Como funciona o exame Tomografia Computadorizada (TC)?

O exame é realizado por um técnico em radiologia. O paciente é colocado deitado sob uma mesa que se move para dentro e para fora de um túnel redondo (chamado de tomógrafo). Durante essa movimentação, o tubo de raio-x se move em volta do paciente, emitindo feixes de radiação em ângulos precisos. As imagens são combinados por software (computadorizada) para mais tarde serem estudadas.

Durante o exame é necessário que o paciente se mantenha imóvel, para não ter o risco de as imagens ficarem distorcidas. Em alguns casos, o médico pode pedir para que prenda a respiração em certos períodos, para melhor resultado.

É um procedimento totalmente indolor e não causa nenhum tipo de desconforto.

 

Pré-requisitos para fazer uma tomografia

O paciente deverá chegar com 30 minutos de antecedência do horário agendado. Não poderá esquecer o pedido médico solicitando o exame, documentos originais com fotos para realizar o cadastro e preenchimento do questionário antes do exame.


Preparo do exame de tomografia

O preparo da tomografia varia de acordo com a região a ser examinada. Quando é necessário o uso de contraste, o paciente deve ficar de jejum por até 8 horas. Para a tomografia realizada, principalmente na área digestiva, pode ser indicado o uso de laxantes ou enema para limpar o intestino. O tempo de jejum pode variar de acordo com o exame solicitado - consulte quando for agendar.

 

O paciente é orientado a retirar qualquer objeto de metal que possa estar usando, como: sutiã, piercings, brincos, joias e entre outros, pois isso pode distorcer as imagens geradas. Durante a realização do exame, é necessário utilizar uma roupa de algodão.

Caso o paciente porte dispositivos implantados como marca-passo, port-a-cath ou outros, deve informar ao técnico em radiologia. Isso não impedirá a realização do exame, porém novos cuidados serão tomados.


Contra-indicações 

O exame é contraindicado para mulheres grávidas ou com suspeita de gravidez.

No caso da tomografia com contraste, para pacientes diabéticos, é necessária a suspensão da Metformina (antidiabético oral).

O uso de sedativos para a realização do exame é recomendado apenas para pacientes inconscientes, desorientados e crianças.

Pacientes asmáticos ou alérgicos, devem informar ao técnico de radiologia, para averiguar a melhor alternativa na realização da tomografia.

Consulte as contraindicações específicas do seu exame no momento do agendamento.

 

Tempo de duração

O tempo de duração depende da área a ser analisada e se é necessário o uso do contraste. Geralmente, o tempo médio é de 10 a 30 minutos. O resultado do exame, muitas vezes, pode ser gerado no mesmo dia ou alguns dias depois.


Periodicidade do exame

Por ser um exame que utiliza muito mais radiação do que exames de raio-x convencionais, é necessário estar atento à frequência em que é realizado.

A alta radioatividade pode se acumular no organismo humano e trazer malefícios, como o câncer.

Colégio Brasileiro de Radiologia recomenda que seja um exame anual e registre em laudo para controle da exposição de radioatividade.

O exame é indolor e pode ser feito no Delboni Auriemo e agendado pelo Agendamento Online.

 

Veja também: Endoscopia digestiva alta